NOTÍCIAS


SC declara situação de emergência em saúde pública por causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave

O governo de Santa Catarina declarou situação de emergência em saúde pública por conta da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que tem elevado internações e procura nos hospitais e postos de saúde. A informação consta em edição extra do Diário Oficial do Estado publicada na segunda-feira (29).

A situação ocorre por conta do aumento de internações relacionadas à doença e a superlotação nos hospitais. Segundo o painel do governo de Santa Catarina, 93,07% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no estado estavam ocupados até a noite de segunda.

Com os índices de internações de neonatal, pediátrica e adulto altos, há também uma grande procura nos centros de atendimento de emergência. Como consequência, há um “elevado risco sanitário para a população”, de acordo com o governo.

Santa Catarina conta com 1.328 leitos de UTI ativos. Até as 22h de segunda, 1.236 estavam ocupados. Veja abaixo a situação de cada uma das regiões:

  • Grande Oeste (Chapecó e região): 93,18%
  • Meio Oeste e Serra catarinense (Joaçaba, Lages e região): 90,48%
  • Planalto Norte e Nordeste (Joinville, Jaraguá do Sul e região): 97,18%
  • Vale do Itajaí (Blumenau, Brusque e região): 95,72%
  • Foz do Rio Itajaí (Itajaí, Balneário Camboriú e Litoral Norte): 100%
  • Grande Florianópolis (Capital, São José, Palhoça e região): 98,19%
  • Sul (Criciúma, Laguna, Tubarão e região): 77,39%

Para combater a situação, o decreto autoriza que o governo solicite bens e serviços e até leitos das entidades privadas com ou sem fins lucrativos para atender pacientes do SUS. Também está autorizada a mudança de normas sobre o decreto para tentar reverter a situação.

O que é a SRAG?

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) abrange casos de síndrome gripal (SG) que evoluem com comprometimento da função respiratória que, na maioria dos casos, leva à hospitalização, sem outra causa específica.

As causas podem ser vírus respiratórios, dentre os quais predominam os da Influenza do tipo A e B, Vírus Sincicial Respiratório, SARS-COV-2, bactérias, fungos e outros agentes.

  • Síndrome Gripal (SG): Indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos, dois (2) dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou gustativos.
  • Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG): Indivíduo com SG que apresente: dispneia/desconforto respiratório OU pressão ou dor persistente no tórax OU saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente OU coloração azulada (cianose) dos lábios ou rosto.

Dengue

A saúde de Santa Catarina também está pressionada por conta da situação da dengue. Em fevereiro, o governo já havia decretado emergência epidemiológica pela dengue.

Até o momento, o estado tem 124 mortes pela doença e 44 em investigação. São mais de 206.541 casos prováveis.




30/04/2024 – Rádio Schroeder

SEGUE A @SCHROEDERFM.OFICIAL

(47) 3307-2435

contato@radioschroederfm.com.br
Schroeder – SC

NO AR:
SINTONIA