NOTÍCIAS


Saúde distribui 1200 panfletos no trânsito para mobilização contra o Aedes Aegypti em Schroeder

A Secretaria de Saúde de Schroeder mobilizou a população em ação contra o mosquito Aedes Aegypti na sexta-feira (18), em Schroeder. A data lembrou o Dia Nacional de Combate à Dengue.

Cerca de 1200 panfletos foram entregues aos motoristas no período das 10h às 14h30, na Rua Marechal Castelo Branco, em frente à Prefeitura. A ação no trânsito contou com participação do mascote da dengue e exposição da faixa da campanha “Xô dengue, a saúde de todos depende de você”.

O objetivo, segundo a secretária de Saúde de Schroeder, Ingrit Eli Roweder, é realizar a conscientização das pessoas sobre os meios de prevenir e evitar o mosquito Aedes Aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya, além da febre amarela urbana.

“A secretaria de Saude fez essa mobilização, em parceria com o setor de epidemiologia, agentes comunitários de Saúde, coordenação da Atenção Básica e a Polícia Militar, para trabalhar a prevenção, já que o verão está se aproximando. As pessoas precisam se cuidar e eliminar os possíveis criadouros do mosquito”, afirma Ingrit.

O mês de novembro antecede o período de sazonalidade de transmissão da doença, ou seja, quando começa a ter aumento das temperaturas, aumento das chuvas e as condições climáticas ficam favoráveis à reprodução do mosquito.

Conforme a gerente de Vigilância em Saúde de Schroeder, Cristiane de Lima Pacheco, 12 focos do mosquito Aedes Aegypti foram detectados somente neste ano no município. Houve 71 notificações de suspeita de dengue, sendo cinco registros positivos: 4 importados e 1 autóctone (dentro do município).

O enfermeiro da Estratégia da Família de Schroeder, Mateus Ribeiro, conta que a PM ajudou na mobilização dos condutores dos veículos durante a ação promovida pela Secretaria Municipal de Saúde.

“Os policiais sinalizavam e os motoristas passavam pelo pequeno desvio em frente à prefeitura. A gente entregava os panfletos sobre os cuidados e prevenção da dengue e dava orientações para conscientização”.

Orientações

O Aedes aegypti tem como criadouros os mais variados recipientes que possam acumular água parada. Os mais comuns são pneus sem uso, latas, garrafas, pratos dos vasos de plantas, caixas d’água descobertas, calhas, piscinas e vasos sanitários sem uso.

A fêmea do mosquito pode, também, depositar seus ovos nas paredes internas de bebedouros de animais e em ralos desativados, lajes e em plantas como as bromélias.

Prevenção
– Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
– Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
– Mantenha lixeiras tampadas;
– Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
– Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.
– Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
– Mantenha ralos fechados e desentupidos;
– Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
– Retire a água acumulada em lajes;
– Limpe as calhas, evitando que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;
– Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
– Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.




23/11/2022 – Rádio Schroeder

SEGUE A @SCHROEDERFM.OFICIAL

(47) 3307-2435

contato@radioschroederfm.com.br
Schroeder – SC

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO