NOTÍCIAS


Saiba quais são os maiores colégios eleitorais de Schroeder

As seções eleitorais de Schroeder estão divididas em 7 escolas estaduais e municipais. Destes locais, os 3 maiores colégios eleitorais do município são a Escola de Ensino Fundamental Luiz Delfino, onde votam 2.937 eleitores, a Escola de Educação Básica Miguel Couto, com 2.475 eleitores, e a Escola de Educação Básica Professora Elisa Cláudio de Aguiar, com 1.870 eleitores.

Os demais estão distribuídos na Escola Municipal Professor Santos Tomaselli (1.312), Escola Municipal Professor Emílio da Silva (1.230), Escola Municipal Frida Hein Krause (1.151) e Escola Municipal Rui Barbosa (579).

Há menos de 20 dias para as eleições, muitas dúvidas continuam surgindo, especialmente a respeito do cadastro biométrico.

Entretanto, no dia da eleição, os eleitores devem se preocupar apenas em ter em mãos um documento válido com foto para poder votar.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reforça que aqueles que não fizeram o cadastramento biométrico não serão proibidos de votar, desde que estejam com situação eleitoral regular.
Ou seja, a ausência da biometria não impede, por si só, o exercício do voto. Isso porque, desde 2020, o cadastro biométrico está suspenso em todo o Brasil como forma de prevenção ao contágio da Covid-19.

Para quem já fez o cadastro biométrico na Justiça Eleitoral, há a possibilidade de utilizar o aplicativo e-Título como forma de identificação, uma vez que, para quem fez a biometria, o app mostra a foto do eleitor.

Documentos que podem ser usados para identificação no dia da eleição

A lista dos documentos que serão aceitos como forma de comprovação da identidade no dia da votação é comporta por:
– carteira de identidade (RG;)
– identidade social;
– passaporte ou outro documento de valor legal equivalente;
– carteira de categoria profissional reconhecida por lei;
– certificado de reservista;
– carteira de trabalho;
– carteira nacional de habilitação.

Horário de votação é unificado no país

Nas Eleições Gerais de 2022, marcadas para os dias 2 (primeiro turno) e 30 de outubro (eventual segundo turno), as seções eleitorais serão abertas às 8h e encerrarão os trabalhos às 17h do horário de Brasília (DF), desde que não haja eleitores na fila.

A previsão é de que, com a unificação do horário de votação, a divulgação dos resultados para todos os cargos seja iniciada a partir das 17h da hora oficial de Brasília.

Colinha com o número do candidato agiliza a votação

A Justiça Eleitoral incentiva todos a levarem para a cabine de votação a chamada colinha eleitoral, com os números de candidatas e candidatos escolhidos.

O uso da cola no dia da eleição torna mais rápida a digitação dos números na urna eletrônica, além de contribuir para reduzir as filas de votação.

Nas Eleições 2022, estão em disputa cinco cargos eletivos, que devem ser escolhidos nesta ordem:
– deputada ou deputado federal (quatro dígitos)
– deputada ou deputado estadual ou distrital (cinco dígitos)
– senadora ou senador (três dígitos)
– governadora ou governador (dois dígitos)
– presidente da República (dois dígitos).

Após digitar o número de cada um dos escolhidos no teclado e conferir a foto na tela da urna, a eleitora ou o eleitor vai precisar confirmar o voto.

Caso digite algum número errado e a foto não corresponda ao escolhido, a pessoa pode apertar a tecla Corrige, digitar corretamente o número, conferir a foto e confirmar o voto.

Depois de confirmar o voto em alguma candidata ou candidato, não existe possibilidade de voltar atrás. Isso porque aquele voto já terá sido computado pela urna eletrônica.

Propaganda irregular na região

Até o momento, o Cartório Eleitoral recebeu um número baixo de denúncias por propaganda irregular de candidatos na região, que devem ser efetuadas no aplicativo Pardal. O app pode ser baixado em qualquer celular e recebe arquivos como vídeos e fotos com a prova de irregularidades.

“Recebemos, até agora, aproximadamente 35 denúncias de irregularidade de propaganda. Entretanto, a imensa quantidade de denúncias não tem nenhum fundamento legal. Mas não tem problema, a pessoa manda a denúncia e a gente já avalia se é ou não irregular a situação”, comenta o chefe do Cartório Eleitoral, Eduardo Arbigaus.

Segundo comentou, a maioria das denúncias se refere a santinhos de candidatos colocados sem autorização na caixa dos correios ou sobre veículos estacionados em via pública ou eventos, o que não configura irregularidade.

As únicas apreensões nesse sentido foram dos outdoors, no início da campanha eleitoral, pois caracterizava propaganda eleitoral irregular. “Outdoor é um tipo de propaganda vedado na legislação eleitoral”, reforça.




20/09/2022 – Rádio Schroeder

SEGUE A @SCHROEDERFM.OFICIAL

(47) 3307-2435

contato@radioschroederfm.com.br
Schroeder – SC

NO AR:
BOM DIA SCHROEDER