NOTÍCIAS


Prefeito responde questionário do Censo 2022 e fala sobre importância de receber os agentes censitários em Schroeder

Na manhã desta terça-feira (9), o prefeito de Schroeder, Felipe Voigt, respondeu ao questionário do Censo 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e falou sobre a importância do acolhimento aos agentes censitários durante a coleta domiciliar.

Em encontro no Gabinete Municipal, o trabalho de pesquisa foi apresentado pelo coordenador de Área do IBGE, Rodrigo Hideki Ribeiro, pelo agente censitário supervisor, Isaías Jacob Gantuss Meira, e pela agente censitária municipal, Rosalina de Oliveira Sobrinho.

Também estiveram presentes o vice-prefeito, Lauro Tomczak, a chefe de Gabinete, Sônia Sirlene Zoz, e o secretário de Planejamento, Gestão e Finanças, Denilson Weiss.

Felipe comentou que os dados repassados pela população ao IBGE irão trazer a realidade do município. Ele destaca que o último Censo foi realizado em 2010 e, na época, o levantamento indicou que Schroeder contava com 15.316 habitantes. Portanto, em 12 anos, a população da cidade passou a ser estimada, sem dados concretos que comprovem essa estimativa.

Além disso, as informações colhidas são essenciais para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas e para a realização de investimentos públicos e privados.

O Censo ajuda a identificar áreas de investimento prioritário em saúde, educação, habitação, transportes, energia, programas de assistência a crianças, jovens e idosos, entre outros.

“Por isso, é importante que as pessoas recebam bem o entrevistador, para fornecer todas as informações necessárias. Assim, vamos conseguir identificar nossas necessidades e onde podemos melhorar, para podermos buscar recursos. Através do Censo, teremos uma estatística mais clara, são números que farão diferença para a nossa cidade”, enfatiza o prefeito.

SITUAÇÃO DA POPULAÇÃO

Por meio do Censo, é possível saber qual a população do município, faixa-etária, renda e nível das famílias, auxiliando no planejamento das prefeituras e dos empreendedores.

“Mais do que isso, é um ato de cidadania, uma oportunidade que a pessoa tem de mostrar qual a sua realidade, de ser ouvida pelo governo, que vai saber qual é a sua condição de vida”, explica Rodrigo.

O coordenador de Área destaca que a segurança da população é um tópico importante para o IBGE, portanto, todas as pessoas que trabalham no Censo estão identificadas com colete, crachá com foto do agente censitário, identidade, nome completo, matrícula e um QR Code que, ao ser lido pela câmera do celular, direciona o cidadão direto para o site do IBGE, onde é possível confirmar os dados do recenseador.

No colete, consta um número de telefone (0800-7218181) para que a comunidade possa se informar e confirmar os dados do agente censitário caso tenha dúvidas.

Em Schroeder, o Posto do Coleta do IBGE está localizado em uma sala no 3º andar do prédio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, com supervisores disponíveis em horário comercial.

“Todas as informações fornecidas ao IBGE são confidenciais, ninguém terá acesso a elas. Essas informações entram numa média, numa estatística e depois são divulgadas assim: a média salarial no município é tanto. Além disso, tem uma lei que protege as pessoas, e esses dados não podem ser usados de forma alguma que não seja para gerar essa estatística”, informa Rodrigo.

A entrevista pode durar de 5 a 15 minutos, dependendo do questionário que será aplicado, que é definido pelo próprio sistema.

O recenseador faz a entrevista somente uma vez, mas o morador poderá ser abordado pelo supervisor, que verifica se o trabalho está sendo feito corretamente.

As entrevistas, que tiveram início em 1º de agosto, devem ser concluídas até 31 de outubro. O vice-prefeito, Lauro Tomczak, reforça o pedido para que a comunidade receba os profissionais que atuarão no Censo 2022.

“Nós estamos há 12 anos sem dados concretos e essas informações são de suma importância para nós, como gestão, fazermos um planejamento, e para os empreendimentos. O governo [federal e estadual] também precisa desses dados para ajudar os municípios, ajudar a população. Então, eu peço a todos que não tenham medo e acolham esses profissionais, que estarão identificados”, salienta Lauro.

QUESTIONÁRIO

O questionário básico da pesquisa conta com 26 questões e investiga as principais características do domicílio e dos moradores. Além disso, uma parcela dos domicílios é selecionada para responder ao questionário da amostra, que conta com 77 questões.




09/08/2022 – Rádio Schroeder

SEGUE A @SCHROEDERFM.OFICIAL

(47) 3307-2435

contato@radioschroederfm.com.br
Schroeder – SC

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO