Madeiras doadas pela Weg serão destinadas ao Programa Minha Casa Melhor
05/03/2021 15:59 em Geral

A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação, firmou uma parceria com a empresa Weg e irá receber a doação de madeiras que serão destinadas ao programa Minha Casa Melhor que atende famílias em situação de vulnerabilidade, pré-cadastradas no setor de habitação.

A doação partiu de um acordo de reflorestamento feito pela Weg, que extrairá árvores exóticas da mata ciliar e fará o replantio de madeira nativa no local.

De acordo com o Diretor de Habitação, Vanderlei Balsanelli, atualmente, 27 famílias estão previamente aptas (cadastradas e aprovadas) para receber o auxilio de material do programa. O custo estimado para o primeiro trimestre será de R$305 mil.

“É uma ajuda muito importante para as famílias carentes”, reforça ele. Em 2020, 102 famílias foram atendidas pelo Minha Casa Melhor, com um investimento do município na ordem de R$ 600 mil.

O material doado pela empresa (sarrafos, tábuas e caibros), deverá estar disponível ainda no primeiro semestre de 2021. Para o secretário de assistência social e habitação, André de Carvalho Ferreira, este tipo de parceria é fundamental para a administração pública.

O programa O Programa “Minha Casa Melhor”, tem por objetivo promover a melhoria da habitabilidade e a prevenção de risco, visando a redução da inadequação habitacional no município.

É destinado para doação de material de construção às famílias em situação de vulnerabilidade que pretendem realizar reforma, ampliação ou obras de cunho preventivo nos imóveis.

Compreende a doação de materiais de construção, equipamentos sanitários, esquadrias, ferragens, vidraçaria, revestimentos, material hidráulico e elétrico, conforme o caso.

As famílias atendidas devem estar enquadradas em uma série de requisitos, entre eles, possuir renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O projeto A primeira etapa a ser desenvolvida pela empresa é a supressão dos eucaliptos que ficam nos fundos do Parque Fabril II, em Jaraguá do Sul e o plantio, pelo grupo de voluntários da empresa, de 900 mudas nativas no lugar, atendendo a uma determinação do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

"Precisamos retirar as árvores de eucaliptos (considerada espécie exótica) para permitir que a natureza recupere seu curso e novas espécies nativas possam ser cultivadas", explica Hilton José da Veiga Faria, Diretor de RH e Sustentabilidade da WEG.

COMENTÁRIOS