Jaraguá é destaque nacional no Índice de Gestão Municipal Aquila
03/08/2021 22:16 em Política

Jaraguá do Sul está em primeiro lugar no Índice de Gestão Municipal Aquila (Igma) dentre todos os municípios brasileiros com mais de cem mil habitantes.

O índice leva em conta cinco categorias para análise: eficiência fiscal e transparência, educação, saúde e bem-estar, infraestrutura e mobilidade urbana e desenvolvimento socioeconômico e ordem pública.

Jaraguá ganhou 73,34 de Igma. Toledo, no Paraná, segundo colocado, tem Igma de 73,23. Jaraguá está bem acima dos dez primeiros municípios classificados na categoria “desenvolvimento socioeconômico e ordem pública”, com índice 81,76 (vai de zero a 100). 

Para se ter uma ideia desse destaque, o segundo colocado no índice geral teve 68,24 de índice em “desenvolvimento socioeconômico”.

A empresa Aquila, que desenvolve o sistema de avaliação, é uma multinacional brasileira de consultoria de gestão, no ranking FDC das multinacionais e mapeada pelo relatório Source Global Research, instituição britânica de referência em pesquisas no segmento.

O prefeito Antídio Aleixo Lunelli comemorou a conquista e destacou que é preciso continuar nesta linha de trabalho para manter os índices.

“É muito gratificante começar a semana com uma boa notícia como esta. O reconhecimento ao nosso modelo de gestão é combustível para continuarmos nesse trabalho. É uma gestão que dá resultados. Parabéns a toda a equipe e obrigado Jaraguá do Sul”, agradeceu ele.

 

Indicadores 

O Igma é formado por 41 indicadores alimentados por fontes públicas, processados por meio de um algoritmo que fornece um índice consolidado por município. É atualizado em tempo real, automaticamente.

Entre os indicadores da categoria “Desenvolvimento Socioeconômico e Ordem Pública” está o PIB per capita, jovens que completaram o ensino médio, renda domiciliar per capita, entre outros.

Na “infraestrutura e mobilidade”, as condições ambientais urbanas, condições habitacionais e infraestrutura urbana. Na saúde e bem-estar, cobertura Estratégia Saúde da Família, expectativa de vida ao nascer, número de leitos hospitalares SUS por mil habitantes.

Na Educação, o analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais, expectativa de anos de estudo, taxa de abandono nos anos finais do ensino fundamental, entre outros.

Eficiência fiscal e transparência leva em conta o percentual de endividamento, autonomia fiscal e capacidade de investir.

As informações completas sobre as cidades excelentes estão no site do Igma. 

COMENTÁRIOS